Ir ao conteúdo

Mês: junho 2021

Mr. Rooney’s day of… work

Ontem estava passando Curtindo a Vida Adoidado e quisemos mostrar pra nossa filha. Óbvio que não prendeu a sua atenção. Primeiro porque ela só tem sete anos, e ainda não compartilha da fantasia da fuga da escola como processo de amadurecimento, e segundo porque é um filme onde nada acontece. Nesses tempos onde tudo tem que ser, ou, melhor, parecer alto, inédito, surpreendente e espetacular para competir com algo que se diz mais alto, mais…

Os Bullies de Bolsonaro

Acho que entendo a fascinação de 30% da população por Bolsonaro. Quando eu estava no colégio, eu tinha o péssimo hábito de me interessar pelo que era ensinado. Não quero dizer que eu gostava de estudar para as provas ou tinha responsabilidade pelo meu sucesso estudantil. Na verdade eu era bem relapso. Estudava de véspera; fui repreendido várias vezes por ler quadrinhos e livros de ficção durante as aulas; até tinha boas notas, mas não…

Robôs fascistas não sabem o que é arte

Desde 2018, o Tumblr, alguém ainda lembra que ele existe?, depois de ter sido adquirido pelo Yahoo, que nunca soube o que fazer com ele, foi transformado num “campo seguro”, sem pornografia e outras coisas perigosas como exaltação da Anorexia e afins. Não dá pra negar que lá era terra de ninguém. Merecia algum tipo de moderação, sim, mas a forma como foi feita não foi a melhor. Tenho um blog lá, onde posto basicamente…

Mais respeito com as palavras cruzadas

Prezada Gabriela Goulart, Lamento lhe incomodar com isso, mas tem horas que a gente chega num limite. Sou assinante do jornal e tenho relatado muitos problemas com as suas palavras cruzadas por mensagens que muitas vezes esbarram em caixas lotadas e e-mails inexistentes da sua equipe no Segundo Caderno. Ontem tivemos mais um: vocês simplesmente imprimiram as mesmas palavras cruzadas de sexta na edição de sábado.  Imagino que nesse mundo digital, onde até as cruzadas…

Números da Vacina

Exatamente um ano e três meses depois da OMS declarar CoVid uma pandemia, fui tomar a minha primeira dose da vacina. Se você esquecer que vivemos num país desgovernado há dois anos e meio por um genocida que promove a doença e dificulta a imunização, dá até pra dizer que foi rápido; mas não foi. Foi uma eternidade; e nesse período perdemos pessoas queridas das nossas vidas e importantes para a nossa coletividade. Como não…

Os cacos

Os cacos pequenos são os piores. Dizem que eles duram por anos, escondidos, entre as frestas de tacos, nos rejuntes dos pisos, nas quinas embaixo dos móveis, até que um dia, quando você menos esperar, eles furarão o seu pé e você sangrará, lembrando do copo que se foi. Se o copo era grosso e forte é pior. Dizem que um corte profundo no pé, no lugar certo, ou, melhor, no lugar errado, pode lhe…