É bem possível que Fran Lebowitz e Martin Scorcese hoje tenham me ajudado imensamente a evitar uma crise depressiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.