Ir ao conteúdo

Lisandro Gaertner Publicações

A raquete

Cansada de ser vampirizada, ela comprou a raquete. “Você vai ver só como a nossa vida vai ficar melhor,” proclamou a quem quisesse ouvir. No mesmo dia a colocou em ação. Desperta, no meio da madrugada, toda vez que sentia que estava para ser mordida, ligava a raquete e eletrocutava os insetos que a incomodavam. “Não entendo esse ódio,” eu protestava. “Os bichos só estão seguindo as suas naturezas” Ela ignorava meus apelos zen-filosófico-ambientalistas e,…

Estado Vegetativo

Um dia, Alessandro acordou bem cedo e notou que a sala estava diferente. Não sabia exatamente o quê, mas havia algo estranho. Apesar da ressaca braba que fazia a sua cabeça latejar, ele conseguiu ficar alguns minutos em pé analisando todos os cantos da sala, mas não conseguiu identificar o que estava lhe incomodando. Pensou em fazer uma análise mais aprofundada dos móveis e passar as paredes em revista, mas estava muito cansado e resolveu…

A máquina do (não) impossível

Um dia, umas semanas atrás, na volta de buscar minha filha no colégio, paramos na loja de brinquedos e lá estava ela: a máquina. Vocês conhecem a máquina, todo mundo conhece a máquina. Uma grande caixa retangular; a parte inferior de metal, em geral pintada de vermelho; a parte superior envidraçada; na frente, na altura da cintura, um joystick e um coletor de notas e moedas; e dentro dela, vocês sabem, uma garra de metal…

Fofoca das Famosas

– Querida, parabéns! – Pelo quê? – Não ficou sabendo? Agora você é oficialmente famosa. – Ué, achei que eu já era famosa. – Era, mas agora você chegou em outro patamar. Uma estrela! Você virou uma famosa entre os famosos. – Não entendi, explica. – Ai, ai. Inteligência nunca foi seu forte mesmo… – O que é que você disse? – Nada, amor. Deixa eu te explicar. Depois de amargar 2 anos como youtuber,…

Filho da ficção

Toda noite, antes de dormir, minha filha pede para eu contar uma história sobre o avô que ela não conheceu e já está morto há 20 anos. Meu pai. O que conto a ela? Conto suas mentiras? Há outra opção? Mentiras foram tudo o que ouvi. Segundo me contou, ele nasceu em Santana do Livramento há quase 100 anos, no dia 24 ou 25 de dezembro. Nunca se decidia em qual. Dependendo da fonte, foi…

O niilismo das provas da vida

Essa semana, eu caí na real que, hoje, a minha filha vai fazer a primeira prova da sua vida. Quer dizer, prova de verdade: em sala de aula, com tempo contado, pressão e sem poder colar com a anuência da escola. Prova, assim, tipo prova. Mas a culpa de isso só rolar agora não é dela. Ela entrou no ensino fundamental junto com a pandemia e, por conta do formato online, todos os eufemisticamente chamados…