Ir ao conteúdo

Autor: Lisandro Gaertner

Escritor, roteirista, game designer e especialista em aprendizagem. Mais informações na BIO.

O taxista de Schrödinger

Outro dia, o cara chegou no botequim com uma questão interessante. Disse, ele, que ao pedir o pix do taxista pra pagar a corrida, apareceu um nome de mulher no aplicativo do banco. Pra confirmar se o dinheiro ia pro lugar certo, perguntou: – Fulana Sicrana de Tal? É isso mesmo? – Sim- o motorista confirmou.- Esse é o meu nome antes da mudança de sexo. Na hora, o cara congelou. Estava numa encruzilhada. Tanto…

Agradecer faz parte

Não lembro do filme, mas lembro da frase: – Não rezo pra pedir. Rezo pra agradecer. Faz sentido. Pacas. Pedir é meio caminho pra ficar frustrado. Se não recebe o que pediu, você vai ficar puto. Com Deus, com o diabo, com o governo, com você mesmo. Há sempre alguém a se culpar pelo que não conseguiu. Além disso, mesmo se conseguir o que esperava, pedir é prestar menos atenção no que vem na sua…

TT, superlativamente onipresente

Não lembro quando conheci a TT. Foi como se num momento ela não estivesse na nossa vida, e depois ela estivesse em, literalmente, todos os lugares. Uso literalmente sem exagero. Tínhamos amigos em comum aos baldes. Para onde nos virássemos ela estava lá. Na festa de um amigo de colégio, no chopp de despedida de uma amiga do prédio, num encontro na praça com um colega de trabalho. Ela não só parecia conhecer todo mundo,…

Nosso nome é Gal

O dia mais lento e mais agitado do sebo era sábado de manhã. Livreiros, ressaqueados dos abusos da sexta-feira, se escondiam, atrás do balcão, enquanto clientes solares e animados buscavam palavras, imagens e sons para lhes fazer companhia no fim de semana. Enfim, era exatamente o tipo de gente que queríamos receber todos os dias na loja, mas não naquele dia. Numa dessas manhãs, por volta das onze horas, um jovem casal entrou na loja.…

Os golpistas e os gaviões

Uma semana depois de tomarem o forte, o cansaço começou a bater nas tropas golpistas. Suas provisões também estavam acabando, mas a esperança ainda era forte. Segundo lhes informaram, o rei deposto, motivo da sua insurreição, sabia de seu esforço e em breve mandaria reforços. O povo escolhido pelo que se dizia o Messias não seria deixado de lado. Quando a barriga roncava, na hora das refeições que pulavam para economizar alimento, eles se juntavam…

Meu vizinho, Arnaldo

Foi o porteiro quem me alertou do novo vizinho: – Tá morando do lado de celebridade agora… – Sério? É atriz? Modelo? – Não, é homem. – Ator? Jogador de futebol? – Melhor você mesmo ver… Cheguei em casa, e, para não parecer tão afobado, esperei até umas 8 da noite para tocar a campainha do vizinho. – JÁ VAI! – uma voz tenebrosa e sinistra soou do outro lado da porta. A voz foi…